Para a minha avó…

Quando estivemos em Veneza, Tati e eu, lá pelas tantas compramos umas pizzas a taglio, uma garrafa de vinho e sentamos numa escadinha de uma ponte, numa viela cruzada por ninguém, e comemos e bebemos. Como companhia, o canal meio estagnado, alguns barcos e muitas pombas.

Como só o álcool pode fazer, lá pelas tantas nem a inibição nos fazia companhia. E eu lembrei que tinha uma avó alemã e uma italiana, justamente no fim de uma viagem que havia passado pelos dois países. E que eu supostamente falava a sua língua.

Começando com a italiana, já que tudo ao redor me lembrava isso…

E depois, pra minha vó que se foi, o alemão (tosco, é claro)!!!

Quer ganhar um ebook incrível com as ferramentas de desenvolvimento pessoal que usamos nas viagens?

Assine a nossa newsletter e receba por e-mail: o ebook é gratuito e está cheio de fotos inéditas!

Sem spam. Só coisa boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *