Toscana al mare – Casal Cuore e sua filhinha de 3 anos vão à Itália

Este post é para você ler ouvindo:

Quem viaja à Toscana, vai atrás de paisagens deslumbrantes, obras de arte, vinho, olio, cidades de montanha, gelato. O Casal Cuore também, tanto que nos estabelecemos em Montaione e ficamos num agriturismo por uns 5 dias.

Lá no último dia, quando já tínhamos visto todas as cidades de montanha que poderíamos, e comido tanta pasta ao ragu, vinho e antipasti que poderíamos sair cantando Volare em praça pública, a parte masculina do Casal Cuore (vulgo, Fernandão) decidiu que era hora de ver o mar.

À parte: isso é dele. Antes da viagem, não abre uma revista sequer sobre o destino que vamos visitar. Ou seja, não faz nem noção de porque estamos indo. Chegando lá, começa a jogar: Mas por que aqui tem tanto museu (em Florença)? Eu não sou muito fã de barco (em Veneza). Não estou a fim de caminhar muito (em Huaraz). Pois em Montaione foi: e se fôssemos ver o mar? Lá vai a parte feminina descobrir que mar que tínhamos pela frente.

E não é que a Toscana tem mar? Talvez não seja algo tão espetacular como a Cinque Terre ou a Costa Amalfitana, mas mar com certeza. E para dois aficionados pelo mar que estavam morando a 600km dele, pegar o carro e partiu praia! pareceu a melhor pedida mesmo.

Ainda no Brasil, chegamos a pensar em incluir La Spezia no roteiro, mas a longa conexão de trem com Veneza depois tornava a viagem impossível. Assim, rumamos a Livorno, que era a cidade litorânea mais próxima de Montaione. Devo confessar que, apesar da estrada linda, a chegada não nos agradou nada. Livorno é um porto, e como tal, o fluxo de negócios impedia aquela sensação de estarmos fora do nosso mundo.

Contudo, a Itália nunca te decepciona. Um pouquinho de pesquisa na internet e rumamos sul: a bela Livorno começou a desabrochar. Mais um pouquinho, e descobrimos um restaurante pequenininho, de frutos do mar, super badalado, charmoso e delicioso. Mais um pouquinho, e tínhamos as praias de encosta íngremes, prontas para um banho de mar mais audacioso ou um suicídio coletivo. E então, chegamos a uma prainha pequena, Spiaggia della Madonnina, com descida fácil e com escadas, perfeita para o Casal Cuore sedentário aqui banhar os pés, contemplar o mar de perto e ficar imaginando os monstros marinhos mais fantásticos com a filhota.

Ah, o spray do mar no rosto. Não há sensação igual. Uma sensação que nos une ao nosso ser mais primitivo, aquele que apenas nadava. Nada como ver o mar Mediterrâneo, ouvir as ondas, assegurar-se que do outro lado, em alguma margem, o mundo continua belo.

Vamos às fotos!

Quer ganhar um ebook incrível com as ferramentas de desenvolvimento pessoal que usamos nas viagens?

Assine a nossa newsletter e receba por e-mail: o ebook é gratuito e está cheio de fotos inéditas!

Sem spam. Só coisa boa.

Um comentário sobre “Toscana al mare – Casal Cuore e sua filhinha de 3 anos vão à Itália

  1. Oi Cristina! Acabei de ver seu comentário no viaje na viagem e cheguei aqui. Estou montando um roteiro pela Toscana de carro e vou chegar em Livorno vindo da Corsega. Você lembra o nome do restaurante de frutos do mar? O link encaminha pra página do tripadvisor mas sem o nome do restaurante. Também vou dar uma olhada no hotel que vcs se hospedaram em Montaione.
    Abç, Fernanda

    1. oi, Fernanda! O Restaurante é o L’Ostricaio, tenta este link aqui do Google+: https://plus.google.com/105630303375333865994/about?gl=br&hl=pt-BR

      Obrigada por avisar do Tripadvisor, vou dar uma revisada neste link.

      O hote de Montaione, não poderia recomendar mais. Limpo, bonito, acolhedor, num lugar fantástico. É na zona rural, contudo, então tem mais ou menos 2km de estrada de terra. Mas na Toscana, né? O lugar mais lindo do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *