CURADORIA CUORE CURIOSO – dia 31

Quer chegar na segunda com uma história interessante para contar no trabalho? Cansado e cansada de falar apenas do tempo, do jogo de futebol e da vida dos outros? O Cuore Curioso vai te dar uma mão!

Hoje começamos uma nova coluna: uma curadoria das páginas que nos marcaram nesta última semana. A ideia é trazer um pouco do nosso olhar sobre a internet, com textos instigantes, para ajudar a passar o domingão, sair desse Face, e melhorar o nível da conversa na segunda.

Senta que aí vem informação!

Um blog muito inspirador sobre a jornada de uma bailarina que se transformou em professora e escritora é o Awakening to the Dance. Um bom começo pode ser o texto que fala sobre acordar para o seu próprio heroísmo (o que me lembrou da música mais cheesy de todos os tempos – Hero, da Mariah Carey).

Um dia, descobrindo o que era sofrer bullying do próprio chefe no trabalho, e repensando toda a minha vida, e o que eu pensava que sabia, achei este vídeo. Depois dele, não parei mais de pensar sobre como está tudo errado com a educação que damos e recebemos, dentro e fora das escolas. Veja a palestra no TED da Diana Laufenberg (com legendas em português):

Acha que só gente famosa é celebridade nas mídias sociais? E se você tivesse 500.000 seguidores no Twitter, 150.000 no Facebook e não tivesse feito nada, nem online, para conseguir isso? Qual seria o impacto desta exposição na sua vida dentro e fora do mundo digital? Anil Dash conta um pouco sobre a sua vida em Nobody Famous.

Comprei minha primeira (e única) máquina fotográfica digital em 2011, até então tinha uma Nikon SLR de filme – e como me custava achar filmes quando estava viajando! Tudo porque, para mim, a revelação fazia parte do processo fotográfico. Não saber o que vinha pela frente era parte do prazer de fotografar. Parece que não sou a única com este pensamento – e é tão bom quando os loucos se encontram!

Um texto muito interessante que apareceu no Food Safety Brazil discute a questão “segurança de alimentos” versus “segurança do trabalhador”. Ambos tópicos que no Brasil parece que ainda não pegaram, pois quereremos sempre dar um jeitinho de burlar regras – inclusive as que são para a nossa própria segurança. Vale a pena a leitura.

 

Era isso! Até domingo que vem!

Quer ganhar um ebook incrível com as ferramentas de desenvolvimento pessoal que usamos nas viagens?

Assine a nossa newsletter e receba por e-mail: o ebook é gratuito e está cheio de fotos inéditas!

Sem spam. Só coisa boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *